Fachin nega pedido da PGR contra resolução do TSE sobre combate às fake news

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, rejeitou neste sábado, 22, o pedido da Procuradoria Geral da República (PGR) para suspender a resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre o combate às fake news. Na decisão publicada no fim da tarde no site do Tribunal, o ministro descreve que não identificou a presença de pressupostos legais e decidiu indeferir a medida cautelar para garantir a segurança jurídica das eleições. Fachin também ressaltou que a resolução “não proíbe todo e qualquer discurso, mas apenas aquele que, por sua falsidade patente, descontrole e circulação massiva, atinge gravemente o processo eleitoral”. A decisão será discutida em plenário virtual extraordinário ainda agendado. A resolução do TSE foi aprovada na última quinta-feira, 20, e prevê que o Tribunal pode determinar que redes sociais e campanhas retirem do ar links com fake news em até duas horas, suspender canais que publiquem fake news de forma reiterada e proibir a propaganda eleitoral paga na internet 48h antes do pleito e 24h depois.

Acompanhe Nossa Pagina no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*