Exército informa ao TRE-RN que ficará de “prontidão” para “qualquer necessidade”

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

A discussão sobre o fato do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN) não ter solicitado a presença das Forças Armadas nas eleições deste ano no Rio Grande do Norte tomaram conta de alguns debates sobe a segurança no dia da votação – sobretudo, depois do atentado sofrido pelos ex-PM Wendel Lagartixa e o Sargento Gonçalves. Contudo, o Exército já informou ao TRE que estará em “protidão” para “o que for necessário”. 

“Nós teremos frações de prontidão no quartel e outros homens de sobreaviso para atender qualquer necessidade. Prontos para servir como já fizemos em eleições anteriores. Embora, também tenhamos ficado satisfeitos em saber que a Secretaria de Segurança Pública vai ter agentes suficientes para prestar esse serviço”, disse o comandante da 7ª Brigada de Infantaria Motorizada, general de Brigada Carlos José Rocha Lima.

Anúncios

A declaração foi dada em reunião com o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN), desembargador Cornélio Alves, acompanhado do vice-presidente e Corregedor Regional Eleitoral do TRE-RN, desembargador Expedito Ferreira, além de outros representantes da Justiça Eleitoral, visitaram na manhã desta quinta-feira (29).

Anúncios

Às vésperas da eleição, o General de Brigada Carlos José Rocha Lima, declarou que embora o Estado do Rio Grande do Norte não tenha solicitado apoio das Forças Armadas, as tropas no RN e em Estados vizinhos estarão de prontidão para agir caso sejam solicitadas. 

Acompanhe Nossa Pagina no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*