Megaoperação da PF prende mais de mil integrantes de facções criminosas no RN e em mais 8 estados

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

A segunda fase da operação Cangalha, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), resultou na prisão de 1.187 integrantes de organizações criminosas nos últimos 30 dias.

O cumprimento dos mandados de prisão que fazem parte da operação Cangalha aconteceu nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Anúncios

Segundo a polícia, foram cumpridos 869 mandados judiciais na segunda fase da operação. Entre as apreensões, estão 245 armas, 100 veículos, 312 celulares e R$ 524 mil, no período de 15 de agosto a 14 de setembro de 2022

Anúncios

Uma quantia de R$ 21 milhões foi bloqueada de contas ligadas aos indivíduos que foram presos.

A operação também fiscalizou 42 unidades prisionais espalhadas pelo Nordeste, que resultou na apreensão de 312 celulares e 228 armas brancas artesanais. Ao todo, 7,6 toneladas foram apreendidas, além de 271.240 pés de maconha destruídos.

A ação foi Coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), com participação da Polícia Federal, secretarias de Segurança Pública estaduais, Departamento Penitenciário Nacional e das Forças-Tarefas de Combate ao Crime Organizado em Fortaleza (CE), Mossoró (RN), Natal (RN), João Pessoa (PB) e no estado do Piauí.

Acompanhe Nossa Pagina no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*