Empresário Thiago Brennand é denunciado por lesão corporal e corrupção de menor

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

O Ministério Público de São Paulo denunciou neste domingo (4) o empresário Thiago Brennand Fernandes Vieira, acusado de lesão corporal e corrupção de menor após agressão em academia em São Paulo.

O MP pediu indenização de R$ 100 mil em danos morais à vítima, a modelo Helena Gomes, por conta da agressão. O juiz ainda irá se manifestar sobre o caso.

Anúncios

De acordo com o promotor Bruno César Cruz de Assis, as agressões na academia ocorreram na presença do filho menor de idade de Thiago, que teria sido induzido pelo comportamento do pai.

Anúncios

“Após os atos de violência perpetrados por seu genitor, ‘que seu pai estava lhe cuspindo porque você é uma p* e merecia’, repetindo a frase algumas vezes, além de também ofender outra aluna do estabelecimento, que tentou apaziguar a situação, chamando-a de ‘p*’ e ‘vagabunda'”, escreveu o promotor.

A denúncia aponta que o filho de Thiago, influenciado pelas atitudes do pai, teria ameaçado outro aluno na academia, dizendo para “calar a boca porque senão também iria levar um pau aqui dentro”.

O promotor recomendou a proibição da entrada de Thiago na academia e a apreensão do passaporte do empresário, além de medidas para evitar a aproximação do empresário com a vítima. A defesa do acusado informou que se manifestará apenas nos autos do processo.

SOBRE O CASO

A modelo Alliny Helena Gomes foi agredida pelo empresário dentro de uma academia de luxo em São Paulo e as câmeras de segurança do local flagraram o momento. As informações foram divulgadas pelo programa Fantástico, da TV Globo, na noite de 28 de agosto.

Segundo a mulher, Thiago Brennand se incomodou com a presença dela no local e teria iniciado uma discussão verbal pouco antes das agressões. A história teria o contexto de que a moça negou investidas amorosas feitas por ele.

“Ele estava alterado, rodeando muito, falou para eu sair de lá. Eu falei ‘eu não saio’, ele falou de novo ‘sai’, eu falei ‘não saio’, eu falei mais alto e ele falou que mulher não gritava com ele”, relatou Helena.

As imagens do circuito de segurança da academia mostram o momento em que Brennand dá um empurrão na vítima. “Eu fui para cima também, ele falou: ‘Eu vou cuspir em você, porque você merece’. E cuspiu em mim”, continuou Helena.

Duas outras mulheres contaram que foram perseguidas por Thiago anteriormente, logo após elas terem rejeitado outras investidas feitas por ele. 

Uma das vítimas, que não se identificou, pontuou que teria feito reclamações formais à gerência da academia. “Nunca tive nenhum tipo de resposta. Ele fez mais uma ameaça, falando, inclusive, que ele não tinha medo dessa moda de direitos da mulher”, reforçou ela.

Com o registro do caso, Thiago foi expulso da academia, mas abriu um boletim de ocorrência contra a modelo por injúria e ameaça. 

INVESTIGAÇÃO

O 15º Distrito Policial elaborou inquérito e enviou ao Ministério Público e à Justiça, mas não indiciou o empresário. No inquérito, foi solicitado que a academia enviasse o vídeo do caso. 

A polícia encaminhou a solicitação de medidas protetivas para a vítima, com a proibição de o investigado se aproximar dela e de parentes, pedido que será analisado pelo juiz.

Acompanhe Nossa Pagina no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*