Após morte de Susana Naspolini, repórter da Globo revela que escondeu mudança da jornalista

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

O repórter Danilo Vieira prestou uma homenagem à jornalista Susana Naspolini, que morreu aos 49 anos vítima de câncer. Ela estava internada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. “‘Bom dia, vizinha!!! Como é que você está, vizinha?! Tudo bem?! E aquele posto de gasolina fechado há 2 anos, vizinha?! Podiam ter deixado pelo menos a padaria, né?!’. Um dia eu descobri que a Susana morava pertinho do prédio para onde eu tinha acabado de me mudar. Desde então, a gente só falava do bairro, sempre nos tratando por ‘vizinhos’. A gente morava no mesmo bairro, trabalhava no mesmo trabalho, e mesmo com toda essa proximidade eu nunca consegui entender, nunca consegui decifrar a Susana”, escreveu o jornalista. A repórter do “RJTV”, da Globo, era conhecida pelo seu jeito positivo de encarar a vida. “De onde vinha aquela alegria tamanha?? Susana tinha um brilho na existência. Na tela da TV, ela brilhou sendo exatamente o que era: uma pessoa amorosa, fraterna, humana.” Em seu relato, Danilo contou que omitiu de Susana que não estava mais morando próximo a ela e explicou o motivo. “Vizinha, a verdade é que eu estou morando em outro bairro faz tempo, mas não te contei porque queria que você continuasse me chamando de vizinho, gostava de ter coisas em comum com você. Agora, vieram me contar que foi você quem se mudou. Que saudade você vai deixar, vizinha! O nosso trabalho, o nosso bairro, a nossa cidade, essa enorme vizinhança que você desbravou como ninguém, vão sentir muito a sua falta”, concluiu o repórter. A morte de Susana foi lamentada por diversos jornalistas e fez Renata Vasconcellos chorar no encerramento do “Jornal Nacional”.

Acompanhe Nossa Pagina no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*