Procuradoria Eleitoral pede afastamento imediato do prefeito de Assu

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

O procurador regional eleitoral, Rodrigo Telles de Souza, apresentou parecer pelo afastamento imediato do prefeito e da vice de Assu, Gustavo Soares e Fabielle Bezerra, respectivamente. Os dois foram cassados por abuso de poder político e compra de votos em setembro. 

O parecer foi apresentado em recurso movido pela defesa de Gustavo Soares na Justiça Eleitoral. Rodrigo Telles se manifestou contrário a todas as matérias preliminares apresentadas pelos advogados do prefeito e, ainda, pela execução imediata do acórdão da decisão que determinou o afastamento do cargo. 

Anúncios

“Caso também seja esse o entendimento dessa Corte Eleitoral, ou seja, na hipótese de ser mantida a sentença de primeiro grau, ora recorrida, impõe-se a imediata execução do acórdão, com a consequente designação de novas eleições no Município de Assu/RN, face ao exaurimento da instância ordinária”, defendeu o procurador regional eleitoral.

Anúncios

Rodrigo Telles ainda lembrou que “como se vê, a irresignação sob exame também não comporta acolhimento, uma vez que foi devidamente comprovado nos autos o prévio conhecimento de GUSTAVO MONTENEGRO SOARES quanto ao ilícito proceder levado a efeito por RENNAN ALVES e FRANCISCO ALBANO em favor da chapara por ele encabeçada nas eleições de 2020 no Município de Assu/RN”.

Acompanhe Nossa Pagina no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*