Menos da metade dos senadores em fim de mandato tenta a reeleição em 2022

EU TO GANHANDO COM O KWAY VEM VOCÊ TAMBÉM, VEJA COMO GANHAR DINHEIRO, COM MINHAS DICAS

Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária semipresencial

Um terço das cadeiras no Senado está em jogo nas eleições de 2022. A Casa tem 81 vagas, mas somente 27 – uma por unidade federativa – serão disputadas. Entre os 27 parlamentares em fim de mandato, 13 concorrem à reeleição, o que representa 48% – menos da metade, portanto.

Com isso, mais da metade dos eleitos no próximo 2 de outubro serão, necessariamente, novos nomes em relação à composição atual do Senado, o que manterá a taxa de renovação em alta.

Anúncios

Nas últimas eleições gerais, em 2018, o Senado registrou a maior renovação de sua história: das 54 vagas disputadas, 46 – o que representou 85% – tiveram seus ocupantes trocados. De cada quatro senadores que tentaram se reeleger, três não foram reconduzidos ao cargo.

Os senadores em fim de mandato

A maior parte dos 81 senadores faz parte do Centrão. O MDB, por exemplo, tem a maior bancada, com 12 integrantes.

O PSD conta com 11 parlamentares. PL, Podemos, União Brasil e PP têm oito cada. O PT soma sete; e o PSDB, seis. As demais legendas não chegam a cinco senadores.

ao vivo click aqui

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*