Corredor de Ônibus da Saudade recebe ajuste para implantação de asfalto novo

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

 obras importantes do programa Ribeirão Mobilidade irão trazer melhorias ao trânsito das regiões Norte e Oeste de Ribeirão Preto. O valor total que está sendo investido na implantação dos Corredores de ônibus das avenidas Saudade e Dom Pedro I é de R$ 47.055.555,00, com previsão de conclusão para o final de 2022.

As ações de trabalho estão concentradas ao longo da avenida Saudade, com o levantamento dos poços de visitas. Após esta etapa, começa a implantação do asfalto novo em toda avenida.

As obras do Corredor de Ônibus da Avenida Dom Pedro I estão nos ajustes finais, com a implantação da ciclovia na avenida Luís Galvão César e Otávio Golfeto, além do calçament

Anúncios

Sobre a Obra

Anúncios

No total, serão 201 novas bocas de lobo (ao longo dos corredores da Saudade e Dom Pedro I), com restauração de 32 unidades e implantação de 42 poços de visita. As galerias de águas pluviais também passam por ampliação do diâmetro com objetivo de melhorar o escoamento da água e, assim, diminuir os pontos de alagamento em dias de chuva.

O Corredor de Ônibus da avenida Saudade será da rotatória das avenidas Mogiana com Brasil (Praça Antônio Lopes Balau), passando pelas avenidas Brasil e Saudade até a avenida Francisco Junqueira, pegando um trecho da rua Fernão Sales, entre a avenida Saudade e a rua São Paulo, além da rua São Paulo, entre a rua Fernão Sales e a avenida Francisco Junqueira.

Já o Corredor de Ônibus da avenida Dom Pedro I será implantado da avenida Fábio Barreto até a praça Amin Calil, passando pelas avenidas Marechal Costa e Silva, Capitão Salomão, Dom Pedro I e Luiz Galvão Cezar, chegando até a Rotatória Alceu Paiva Arantes.

A pavimentação das vias seguirá o padrão dos corredores: reforçar a capacidade de suporte do pavimento em função do tráfego intenso e do peso dos veículos, os corredores de ônibus passam por abertura da caixa asfáltica em 45 centímetros, melhoria e preparo do subleito através de compactação mecânica, implantação da base com material granular com adição de cimento, aplicação de seis centímetros de concreto betuminoso usinado a quente, faixa B (Binder), para depois aplicar a capa de asfalto, que varia de quatro a cinco centímetros.

Já o Corredor de Ônibus da avenida Dom Pedro I será implantado da avenida Fábio Barreto até a praça Amin Calil, passando pelas avenidas Marechal Costa e Silva, Capitão Salomão, Dom Pedro I e Luiz Galvão Cezar, chegando até a Rotatória Alceu Paiva Arantes.

A pavimentação das vias seguirá o padrão dos corredores: reforçar a capacidade de suporte do pavimento em função do tráfego intenso e do peso dos veículos, os corredores de ônibus passam por abertura da caixa asfáltica em 45 centímetros, melhoria e preparo do subleito através de compactação mecânica, implantação da base com material granular com adição de cimento, aplicação de seis centímetros de concreto betuminoso usinado a quente, faixa B (Binder), para depois aplicar a capa de asfalto, que varia de quatro a cinco centímetros.

Também serão implantadas novas paradas de ônibus onde o asfalto será concretado em 50 metros de extensão para evitar o desgaste por frenagem e aceleração. As demais faixas receberão fresagem e recapeamento ao longo de todas as vias que formam o corredor, além da reestruturação das guias e sarjetas.

A obra contempla ainda a revitalização do passeio para garantir acessibilidade aos pedestres, principalmente àqueles com dificuldades de mobilidade. As esquinas da avenida contarão com rampas de acesso para cadeirantes, piso tátil direcional e de alerta, indicando os pontos de espera e de travessia, além da remodelação dos canteiros. Terá semaforização inteligente, além de sinalização com botoeiras para pedestres e onda verde.

Programa Ribeirão Mobilidade

A Prefeitura conta com mais de 30 projetos de intervenção viária planejadas para garantir mais acessibilidade, segurança no trânsito e qualidade de vida à população de Ribeirão Preto, além de diversas frentes de recapeamento asfáltico. O investimento total se aproxima dos R$ 500 milhões.

Entre as obras já entregues estão os corredores de ônibus das avenidas do Café, Presidente Vargas e Thomaz Alberto Whately, duplicação das avenidas Antônia Mugnatto Marincek e Adelmo Perdizza, adequação viária na rotatória das avenidas Nove de Julho, Portugal e Antônio Diederichsen, ampliação da avenida Coronel Fernando Ferreira Leite, viaduto Profissionais da Saúde, entre outras intervenções.

Ao todo, serão implantados 11 corredores de ônibus em Ribeirão Preto, num total de 56 quilômetros percorrendo as principais avenidas do município, além de pontes, túneis e viadutos que irão proporcionar maior conforto a 4.154.118 usuários do transporte público.

São sete projetos em andamento atualmente, considerando a construção de viadutos no cruzamento da avenida Brasil com Mogiana e Brasil com Thomaz Alberto Wathely; o túnel entre as avenidas Independência e Presidente Vargas, corredores de Ônibus da avenida Dom Pedro I, avenida Saudade e Norte/Sul (trechos 2, 3 e 4), além da licitação para restauro e implantação do Corredor de Ônibus da avenida Nove de Julho.

o.

Acompanhe Nossa Pagina no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*