Estados Unidos confirmam morte de líder da Al Qaeda

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, confirmou na noite desta segunda-feira (1º) a morte do líder da Al Qaeda, Ayman al-Zawahiri, em um ataque com drone em Cabul, capital do Afeganistão.

Segundo Biden, al-Zawahiri estava sendo monitorado havia algum tempo pelas forças de segurança dos Estados Unidos, que estudavam qual seria o melhor momento para realizar o ataque. Após sinal verde do presidente, as forças de segurança do país deram prosseguimento no ataque.

Anúncios

Ainda de acordo com o presidente, nenhum membro da família de al-Zawahiri foi atingido durante o bombardeio. Biden também destacou que não foram registradas baixas civis na missão.

Anúncios

“Não importa quanto tempo demore, não importa onde você se esconda. Se você ameaçar nosso povo, os Estados Unidos o encontrarão e vão eliminá-lo”, enfatizou Biden durante pronunciamento ao povo americano.

Poucas horas antes, a imprensa dos Estados Unidos especulava sobre a morte de al-Zawahiri, uma vez que fontes do governo haviam revelado que uma missão contra um “alvo da Al Qaeda” tinha sido bem-sucedida.

Número 2 da Al Qaeda, al-Zawahiri assumiu o cargo de líder da organização terrorista após a morte de Osama bin Laden, também pelas mãos das forças de segurança dos Estados Unidos. Ambos planejaram os atentados de 11 de Setembro, que tiraram a vida de cerca de 3.000 pessoas em 2001.

“A justiça foi feita, e esse líder terrorista não existe mais”, conluiu.

Acompanhe Nossa Pagina no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*