DER amplia frentes de trabalho para recuperar rodovias estaduais

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

O Departamento de Estradas de Rodagens do Rio Grande do Norte (DER/RN) ampliou as frentes de trabalho em operação simultânea na execução do Plano de Restauração de Trechos Críticos, que prevê investimentos de R$ 50 milhões para melhorar as condições de trafegabilidade das rodovias estaduais. Uma delas opera na Rodovia Estadual Transitória (RNT-226), entre os municípios de São Vicente e Florânia. Nesta sexta-feira (29), operários trabalhavam na recuperação do piso dos locais mais deteriorados, onde já não havia mais asfalto e era necessária uma intervenção mais dispendiosa. Outra, na RN-228, onde a restauração está sendo feita numa faixa de 15 quilômetros entre Carnaúba dos Dantas e a Divisa com a Paraíba.

As equipes também atuam na RN-088 (Jardim do Seridó-Parelhas), refazendo a base e a sub-base para receber o recapeamento asfáltico; na RN-233, Caraúbas/Apodi; e estão se dirigindo para o Vale do Açu para fazer as melhorias na estrada Assu-Carnaubais. “Já foi feita restauração na RN-288, entre São José do Seridó e Caicó”, diz a diretora-geral do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), Natércia Nunes.

Das 29 intervenções constantes do Plano de Restauração de Trechos Críticos, 13 já foram concluídas ou estão em fase de execução, 15 serão iniciadas até meado de agosto e uma em setembro. Entre as que foram concluídas, ou encontram-se em processo final de conclusão, está a RN-078, que vai de Patu até a Divisa com a Paraíba, num total de 10 quilômetros; os dezesseis quilômetros da RN-072 entre Lucrécia e Umarizal; e a Leste-Oeste, via urbana que liga o Centro de Mossoró aos bairros onde estão localizados os campi universitários e o Hospital da Mulher.

Anúncios

Ao todo são 430 quilômetros de rodovias incluídas no Plano de Recuperação de Trechos Críticos. Além disso, o Governo do Estado investe R$ 75 milhões na reconstrução da RN-233, que interliga a BR-304, em Assú, à BR-226, em Triunfo Potiguar. Essa obra não estava prevista no plano de aplicações do acordo de empréstimo junto ao Banco Mundial, mas foi inserida pela importância que tem no estratégico processo de transição energética, em curso no Rio Grande do Norte.

Anúncios

A via terá padrão parecido com o das rodovias federais – mais larga, sinalizada e segura – para assegurar o tráfego de caminhões que fazem o escoamento da produção agrícola e industrial do Vale do Açu, e de carretas que por lá passam transportando equipamentos vindos do Ceará para os parques eólicos da região Central. A RN-233 integra os investimentos que estão sendo aplicados em dez rodovias estaduais desde 2019, com recursos do empréstimo junto ao Banco Mundial, totalizando 217 quilômetros de vias reestruturadas e R$ 250 milhões em investimentos para garantir infraestrutura, mobilidade e acessos entre as regiões do Estado.

Rodovia Transitória

A RNT-226 tem uma história curiosa. Ela fica no trajeto da BR-226, rodovia federal que começa em Natal e vai até o interior do Tocantins, numa extensão de 2.100 quilômetros, interligando os estados do Nordeste ao Norte do País. O primeiro trecho no RN (Natal-Currais Novos) foi construído há mais de meio século. O segundo (Currais Novos-Divisa com o Ceará) ficou em compasso de espera porque o governo federal da época considerava o investimento inviável do ponto de vista econômico. Nos anos 1980, tendo à frente o então prefeito de Florânia, Sinval Laurentino, começou um movimento de lideranças políticas do Seridó para que a estrada de terra Currais Novos-Florânia fosse asfaltada. Classificada por Laurentino como “a obra mais difícil do Século 20”, a estrada foi pavimentada no governo José Agripino, com recursos do Estado e as obras entregues em maio de 1986.

A RNT-226 está em processos de incorporação pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), tramitando em Brasília. A federalização foi tratada duas vezes pelo Governo do Estado com o Ministério da Infraestrutura, a última delas em outubro do ano passado.

A absorção de patrimônio estadual à malha rodoviária federal encontra fundamento no Decreto 5.621/2015, que regulamenta o Plano Nacional de Viação, segundo o qual poderão ser incorporados à rede rodoviária sob jurisdição federal, trechos de rodovia estadual implantada, cujo traçado coincida com diretrizes de rodovia federal planejada e constante do Sistema Rodoviário Federal. No caso da RNT-226, já existe estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental para a incorporação.

“Como o processo ainda não foi concluído, nós vamos restaurar os trechos que estão sem pavimento, cumprindo um compromisso assumido pelo governo do Estado”, informou o secretário de Infraestrutura do RN, Gustavo Coelho. “Estamos fazendo a reciclagem de cinco quilômetros de piso para a aplicação do asfalto. Depois faremos o tapa-buracos em toda a extensão da RNT-226, entre São Vicente e Florânia”, explicou Natércia Nunes. Os trabalhos serão concluídos em mais 20 dias. “Em seguida, será a vez da RN-087, entre Florânia e Tenente Laurentino Cruz”, reforçou a diretora-geral do DER. O investimento na RNT-226 é de R$ 2,1 milhões, recursos próprios, do Tesouro Estadual.

Gustavo Coelho adiantou que no início de agosto será deflagrado o processo licitatório para reconstrução da rodovia estadual RN-401. São 12 quilômetros da BR-406 até a cidade de Guamaré. Será feita a restauração completa da rodovia, com alargamento da pista de rolamento e adequação de capacidade para comportar o tráfego de carretas que se destinam à refinaria Clara Camarão.

Outra rodovia transitória que está em processo de federalização e precisa de melhorias é o acesso à cidade de Pedro Avelino pela BR-304. Na próxima semana, o DER fará uma operação para fechar os buracos abertos pelas chuvas. Esse trecho faz parte do trajeto da BR-104 que vai de Macau/RN até Maceió/SE. Apesar de ter alguns pontos duplicados em Pernambuco e Sergipe, a rodovia federal ainda não foi implantada no Rio Grande do Norte.

RECUPERAÇÃO DE ESTRADAS

Plano de Restauração de Pontos Críticos

Obras concluídas ou em fase de conclusão:

RN-078 – Patu/Divisa PB

RN-129 – Lajes/Pedra Preta

RN-288 – São José do Seridó/Caicó

RN-288 – Carnaúba dos Dantas/Divisa PB

RN-041 – Santana do Matos

RN-072 – Lucrécia/Umarizal

RN-088 – J. Seridó/Parelhas

RN-203 – São Tomé/Cerro Corá

RNT-226 – São Vicente/Florânia

RN-233 – Caraúbas/Apodi

Leste-Oeste (Mossoró)

Acesso Tibau/Grossos

Acesso Boi Selado
 

Acompanhe Nossa Pagina no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*