EUA começam a remover escombros de ponte de colapsou em Baltimore

EU TO GANHANDO COM O KWAY VEM VOCÊ TAMBÉM, VEJA COMO GANHAR DINHEIRO, COM MINHAS DICAS

Os Estados Unidos começaram a remover os escombros da ponte que colapsou em Baltimore na terça-feira (26). Nesta quinta-feira (28) duas gruas chegaram para iniciar a complicada operação de remoção dos escombros de aço retorcidos da ponte Francis Scott Key.

A operação permitirá que as autoridades procurem os restos mortais dos quatro trabalhadores declarados mortos, informaram as autoridades.

Anúncios

Boa parte da estrutura, por onde passavam dezenas de milhares de motoristas diariamente, caiu no rio Patapsco, enquanto oito trabalhadores latino-americanos estavam na estrada reparando buracos.

Dois foram resgatados logo após o desabamento da ponte, enquanto os outros seis foram dados como mortos. Mergulhadores encontraram os corpos de dois deles na quarta.

mas a busca pelos demais teve que ser adiada por ser muito perigosa, segundo as autoridades locais.

A ideia é remover os escombros para depois procurar os corpos.

Apesar do processo de remoção já ter começado, a reabertura do porto de Baltimore levará tempo.

A reabertura do porto é uma prioridade para o governo. “Estamos movendo céu e terra” para que volte a operar, afirmou o assessor da Casa Branca Tom Pérez.

A Administração Federal de Rodovias se comprometeu a fornecer um montante inicial de 60 milhões de dólares (R$ 301 milhões) solicitado por Maryland para o que Moore chamou de “esforços de resposta imediata e para estabelecer as bases para uma rápida recuperação”.

O desastre poderia resultar no maior pagamento de seguros marítimos já visto, segundo a gigante seguradora Lloyd’s, de Londres. 

O fechamento do porto também preocupa a economia local, pois 140 mil empregos dependem da atividade portuária, afetando a cadeia de suprimentos nacional como um todo. 

Para mitigar o impacto, a Autoridade Portuária de Nova York e Nova Jersey aceitará carga adicional.

TRAGEDIA: Ponte desaba após colisão nos USA

 

ao vivo click aqui