IPCA-15 desacelera em março, mas tem alta em Alimentação e Bebidas

EU TO GANHANDO COM O KWAY VEM VOCÊ TAMBÉM, VEJA COMO GANHAR DINHEIRO, COM MINHAS DICAS

O IPCA-15, considerado a prévia da inflação, apresentou desaceleração em março, com uma variação de 0,36%, o que representa uma queda de 0,42 ponto percentual em relação ao mês anterior.

O grupo Alimentação e Bebidas foi o principal responsável por esse resultado, com alta de 0,91% e impacto de 0,19 p.p. no índice geral.

Anúncios

Os dados foram divulgados pelo IBGE nesta terça-feira (26). O IPCA-E, que corresponde ao IPCA-15 acumulado trimestralmente, registrou uma variação de 1,46% em março, abaixo dos 2,01% do mesmo período em 2023.

Nos últimos 12 meses, o IPCA-15 teve uma variação de 4,14%, menor do que os 4,49% observados nos 12 meses anteriores. Em março de 2023, o índice foi de 0,69%.

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, cinco apresentaram alta em março.

Além de Alimentação e Bebidas, os grupos Transportes e Saúde e Cuidados Pessoais também se destacaram, com variações de 0,43% e 0,61%, respectivamente.

As demais variações ficaram entre 0,58% e 0,19%.

No grupo Alimentação e Bebidas, a alimentação no domicílio teve um aumento de 1,04% em março, impulsionado pelas altas da cebola, do ovo de galinha, das frutas e do leite longa vida.

Por outro lado, itens como a batata-inglesa, a cenoura e o óleo de soja apresentaram queda.

Já a alimentação fora do domicílio acelerou em relação ao mês anterior, devido a uma alta mais intensa nas refeições.

Em relação ao grupo Transportes, a passagem aérea teve uma queda significativa, enquanto a gasolina teve o maior impacto positivo.

O etanol teve alta nos preços, enquanto o gás veicular e o óleo diesel registraram queda. No subitem táxi, houve um aumento devido a reajustes em algumas cidades.

Na categoria Saúde e Cuidados Pessoais, o plano de saúde, os produtos farmacêuticos e os itens de higiene pessoal influenciaram o resultado.

Já em Habitação, o destaque foi para o gás encanado, que teve reajustes tarifários incorporados a partir de fevereiro.

Em relação aos índices regionais, todas as áreas tiveram alta em março, com Belém registrando a maior variação, e Goiânia, a menor.

A metodologia de cálculo do IPCA-15 é a mesma do IPCA, com a diferença no período de coleta de preços e na abrangência geográfica.

ao vivo click aqui