Papa diz que Nicarágua é uma ‘ditadura grosseira’ e Ortega tem ‘desequilíbrio’

EU TO GANHANDO COM O KWAY VEM VOCÊ TAMBÉM, VEJA COMO GANHAR DINHEIRO, COM MINHAS DICAS

O Papa Francisco qualificou a Nicarágua nesta sexta-feira (10) de “ditadura grosseira” e declarou que o presidente Daniel Ortega tem um “desequilíbrio”, em entrevista ao jornal online argentino Infobae.

As declarações do pontífice foram feitas dias após o governo do país centro-americano decidir fechar as universidades vinculadas à Igreja Católica.

— Com muito respeito, não me resta senão pensar em um desequilíbrio da pessoa que lidera — disse Francisco, referindo-se a Ortega, no poder desde 2007 e reeleito sucessivamente em votações questionadas.

Anúncios

— Temos um bispo na prisão, um homem muito sério, muito capaz. Ele quis dar o seu testemunho e não aceitou o exílio — afirmou.

O bispo de Matagalpa, de 56 anos, estava detido desde agosto por conspiração e se recusou a ser deportado aos Estados Unidos com outros 222 opositores libertados e expulsos do país por serem considerados “traidores da pátria”.

— É como trazer de volta a ditadura comunista de 1917 ou a ditadura de Hitler de 1935 (…) São tipos de ditaduras grosseiras — afirmou o Santo Padre.

A Nicarágua enfrenta uma onda de condenações da comunidade internacional devido à condução autoritária do Executivo de Ortega, que governa com sua esposa, a vice-presidente Rosario Murillo.

Centenas de opositores foram detidos no país no contexto da repressão aos protestos multitudinários contra o governo em 2018. Desde então, o governo enfrenta também o mundo eclesiástico e líderes da Igreja que têm criticado suas políticas.

Há quase um ano, o governo expulsou, por exemplo, o núncio apostólico Waldemar Stanislaw Sommertag.

Na terça-feira, o Ministério de Governança (Interior) cancelou a personalidade jurídica da Universidade João Paulo II — da Conferência Episcopal da Nicarágua — e da Universidade Autônoma Cristã da Nicarágua (UCAN), alegando “descumprimentos” de leis.

No mesmo dia, o diário oficial também anunciou a dissolução dos organismos católicos beneficentes Cáritas Nicarágua e Cáritas Diocesana de Jinotega.

ao vivo click aqui

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*