Avião da TAP colide com moto e deixa 2 mortos durante pouso na Guiné

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Um Airbus A320neo da TAP Air Portugal teve um acidente na noite da última sexta-feira, 2 de setembro, no momento do pouso no Aeroporto Internacional de Conacri, na Guiné (23h40 no local). A aeronave atingiu uma moto com 2 ocupantes, que atravessavam a pista no instante.

O avião da companhia portuguesa concluía o voo regular TP1492, que saiu de Lisboa às 20h32, quando no momento do pouso se envolveu na colisão, no aeroporto da capital da Guiné, Conacri. Ambos os ocupantes da moto foram sugados pelo motor número 2, do lado direito da aeronave.

Uma primeira informação foi veiculada por meio de um comunicado da TAP Air Portugal distribuído em Lisboa às 2h25 de sábado, dia 3 de setembro. Dava conta então da morte de um motociclista. Uma informação difundida durante o sábado pelo Aeroporto Internacional Ahmed Sékou Touré, publicada em rede social, dava conta de que a moto tripulada por um agente de segurança do aeroporto levava mais um passageiro, que também morreu no acidente.

Anúncios

“A TAP lamenta profundamente o sucedido e apresenta as suas sentidas condolências à família da vítima mortal [depois se concluiu que foram duas as vítimas que morreram]”, destaca o comunicado, no qual a companhia portuguesa assegura que “foram cumpridos todos os procedimentos de segurança mas, ainda assim, não foi possível evitar o referido acidente”.

Anúncios

Passageiros e tripulantes da aeronave desembarcaram e encontram-se bem. A TAP indicou entretanto, neste sábado, que “tomou todas as providências” quanto aos passageiros que esperavam viajar do aeroporto de Conacri para Lisboa, num voo que seria realizado pelo avião acidentado e que deveria partir às 23h45 de sexta-feira, dia 2 (com chegada prevista a Lisboa às 5h10 deste sábado, dia 3), e que foi cancelado. “A TAP tomou todas as providências e já os protegeu em voos de outras companhias aéreas”, disse à agência portuguesa de notícias Lusa uma fonte oficial da companhia aérea.

O avião sofreu apenas danos materiais, principalmente no motor que colidiu com a moto e sugou os dois homens. Encontra-se retido no Aeroporto Internacional Ahmed Sékou Touré, que serve a cidade de Conacri, capital da República da Guiné, na África Ocidental. Os danos serão inventariados por uma equipe da Manutenção e Engenharia da TAP, que se deslocará a Conacri.

A Autoridade Guineense de Aviação Civil investiga o acidente, como é normal nesse tipo de acontecimento, anunciou o aeroporto. “Uma investigação conduzida pela Autoridade de Aviação Civil da Guiné (AGAC), com o apoio do Departamento de Segurança e Proteção (SOGEAC), está em curso para averiguar as causas e as responsabilidades das partes envolvidas”, lê-se na nota publicada na rede social Twitter.

“A TAP está naturalmente a colaborar com as autoridades locais para se apurarem as circunstâncias que levaram a essa lamentável situação”, referiu a companhia aérea portuguesa na nota de imprensa divulgada na madrugada de sábado, dia 3 de setembro, e publicada pelo NewsAvia.

A TAP Air Portugal voa entre Lisboa e Conacri desde julho de 2019, com três frequências semanais. Trata-se de uma rota com grande procura, principalmente por parte de emigrantes guineenses que vivem e trabalham na Europa, que fazem escala em Lisboa nos deslocamentos da e para a África.

Acompanhe Nossa Pagina no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*