Imagens impressionantes: Bandidos tentam atingir helicoptero da PM com disparos de .50

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

A Polícia Militar confirmou no início da tarde desta quinta-feira (21) um quinto morto na operação com a Polícia Civil, nesta quinta-feira (21), no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio. Trata-se, segundo a corporação, de um criminoso. A notícia é do G1. 

Mortes confirmadas pelo polícia:

O cabo da PM Bruno de Paula Costa, atingido no pescoço em ataque à UPP da Fazendinha;

Anúncios

Letícia Marinho de Sales, de 50 anos, moradora baleada dentro do carro — segundo parentes, por um policial;

Anúncios

3 criminosos, de acordo com a PM, ainda não identificados.

Além dessas mortes confirmadas, porém, a ouvidoria da Defensoria Pública e a Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil afirmam que há pelo menos mais 15 corpos deixados na UPA, além dos 5 mortos no Hospital Getúlio Vargas, na Penha. Os números não foram confirmados pela polícia.

Moradores relataram intensos tiroteios e até rajadas contra um helicóptero. No meio da manhã, mototaxistas saíram em um protesto.

Resumo da operação, segundo informações da PM:

5 mortes confirmados;

4 presos na Favela da Galinha;

apreensões: metralhadora .50 (capaz de derrubar helicóptero), quatro fuzis e duas pistolas;

400 policiais de Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil;

4 helicópteros e 10 veículos blindados usados na ação.

Acompanhe Nossa Pagina no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*