Polícia Civil nega que prisão de Wendel Lagartixa seja política

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

O ex-policial militar e pré-candidato a deputado estadual, Wendel Lagartixa (PL), foi preso na manhã desta quarta-feira (20) pela Polícia Civil. Por Wendel ser crítico da governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, e do Partido dos Trabalhadores (PT), especulações sobre o fato de a prisão ter acontecido por motivações políticas, porém o fato foi desmentido em consulta realizada pelo Portal 96.

 

Wendel é pré-candidato pelo PL, partido do presidente Jair Bolsonaro. Recentemente, o ex-PM viralizou em vídeos criticando atos com presença de personalidades petistas e a visita do ex-presidente Lula a Natal.

Anúncios

 

Nã somente à gestão estadual, mas Lagartixa também visitava cidades no interior do RN para cobrar medidas estruturais. Em Natal, chegou até a tomar banho de sunga em um alagamento durante as fortes chuvas que caíram neste mês de julho.

Anúncios

 

O PM reformado responde a processos e é investigado por suposto envolvimento com grupos de extermínio. Ele havia sido preso anteriormente e, recentemente, esteve envolvido em uma tragédia familiar, em que sua filha foi assassinada por criminosos ainda não identificados.

 

Wendel Lagartixa foi preso nesta quarta em uma operação da Divisão de Homicídios da Polícia Civil de Natal (DHPP). Mais detalhes sobre a motivação da prisão ainda vão ser dados no decorrer do dia pela Polícia.

Acompanhe Nossa Pagina no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*