Polícia Civil divulga detalhes da prisão de Wendel Lagartixa e sargento; Eles são suspeitos de envolvimento em triplo homicídio

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte (PCRN), por meio da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), deu mais informações sobre a prisão do ex-policial militar e pré-candidato a deputado estadual pelo PL, Wendel Lagartixa, nesta quarta-feira (20).

Conforme a Civil, a detenção aconteceu através da Operação “Aqueronte”, que tem como objetivo prender os envolvidos em um triplo homicídio ocorrido no dia 29 de abril deste ano, no bairro da Redinha, na capital potiguar.

Ao longo das diligências, foram cumpridos dois mandados de prisão temporária e mandados de busca e apreensão.

RELEMBRE O CASO

Em abril, o Rio Grande do Norte passou por uma tarde/noite sangrenta, com a morte de sete pessoas, dentre elas, o famoso Caso Bruna e um triplo homicídio no bairro da Redinha. E foi esse triplo homicídio seria o que teria tido a participação do ex-PM Wendel Lagartixa. 

O crime aconteceu na Rua Rio Salgado, por volta das 14h30, em frente a um ponto comercial onde seria inaugurado um bar e petiscaria no próximo domingo. As vítimas não tiveram a identidade revelada pelas autoridades até a atualização mais recente desta matéria.

Na época, testemunhas contaram às autoridades que os criminosos chegaram em um carro, se passaram por policiais, e atiraram contra as vítimas, que estavam na calçada do bar. Um deles era proprietário do empreendimento, foi atingido pelos disparos e morreu na calçada.

Segundo a PM, as outras duas vítimas chegaram a correr, mas foram perseguidas. Um homem foi baleado dentro do bar que seria inaugurado e o outro morreu dentro de uma casa que fica atrás do ponto comercial.

Acompanhe no Facebook: Click na IMAGEM

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*