Tenente do Exército filmado agredindo a esposa é preso no Rio Delegada responsável pela investigação disse que foram cometidos crimes de violência psicológica, ameaça e estupro de vulnerável

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

O tenente do Exército que foi filmado agredindo a esposa foi preso nesta sexta-feira (8) no Rio. O militar foi localizado pela Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher) de São Gonçalo, na região metropolitana, após decisão da Justiça.

Depois de ser agredida com tapas, Patricia Coutinho, de 45 anos, procurou a delegacia para denunciar o caso e conseguiu uma medida protetiva. A vítima também entregou áudios e vídeos gravados com uma câmera escondida que revelavam a rotina de violência que ela sofria há três anos. A mulher contou em entrevista à Record TV Rio que as agressões eram motivadas por ciúmes.

Anúncios

A delegada Carla Tavares, responsável pela investigação, disse em entrevista ao Cidade Alerta RJ que as imagens comprovaram outros crimes, além de lesão corporal. O agressor também cometeu violência psicológica, ameça e estupro de vulnerável por manter relações sexuais quando a vítima fazia uso de medicamentos para dormir, de acordo com a polícia.

Anúncios

Segundo a delegada, o militar já estava sendo monitorado durante a investigação. Após a Justiça expedir o mandado de prisão, os policiais civis se dirigiram ao local onde ele faria uma prova para um concurso no centro da capital.

“Ele se reservou ao direito de prestar declaração em juízo, não falou nada sobre os delitos, até porque é muito difícil negar o que está nos vídeos. Os vídeos comprovaram efetivamente todo o tipo de agressão que ela estava sendo vítima e o menosprezo com que ele tratava a vítima. Além disso, também tratava as instituições [com menosprezo], porque ele dizia claramente ‘pode procurar quem você quiser porque nunca vou ser preso'”, disse a delegada.

Acompanhe Nossa Pagina no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*