Policiais militares do RJ são detidos por integrar organização criminosa

LBV CAMAPNHA

LBV CAMAPNHA

Treze policiais militares do 39ºBPM (Belford Roxo) foram detidos em uma operação conjunta do Ministério Público do Rio de Janeiro e da Auditoria Criminal, realizada na manhã desta terça-feira (14).

Eles são acusados de integrar uma organização criminosa que extorquia comerciantes e mototaxistas da região, além de vender armas e drogas apreendidas do tráfico.

A operação realizada nesta terça-feira resultou na prisão dos policiais militares envolvidos nas atividades ilícitas. 

O Ministério Público do Rio denunciou 14 policiais militares do setor Alfa do 39ºBPM, e o Juízo da Auditoria Militar emitiu mandados de prisão e busca contra eles.

Os crimes, que ocorreram entre 2019 e 2020, incluem desvio de aparelhos celulares, corrupção passiva e peculato.

Os nomes dos 14 agentes foram descobertos durante a análise do celular de Julio Cesar Ferreira dos Santos, que está envolvido em um caso de duplo homicídio.

A partir dos dados encontrados no aparelho, foi identificada uma organização criminosa formada por policiais militares do Setor Alfa do 39º BPM, que extorquiam comerciantes e mototaxistas.

A ação conjunta entre o Ministério Público do Rio e a Auditoria Criminal visa combater a corrupção e a atuação de organizações criminosas dentro da corporação policial.

EU TO GANHANDO COM O KWAY VEM VOCÊ TAMBÉM, VEJA COMO GANHAR DINHEIRO, COM MINHAS DICAS

ao vivo click aqui