Saiba quais os próximos passos na carreira de Gabigol após suspensão

EU TO GANHANDO COM O KWAY VEM VOCÊ TAMBÉM, VEJA COMO GANHAR DINHEIRO, COM MINHAS DICAS

O atacante Gabigol, do Flamengo, foi suspenso do futebol por dois anos por tentativa de fraude em um exame antidoping.

Na última segunda-feira (25), o Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem (TJD-AD) determinou a punição em um julgamento, com cinco votos a favor da sanção para o jogador e quatro contra.

Anúncios

Gabigol é acusado de ter dificultado a realização dos processos de exame no dia 8 de abril de 2023.

Quando a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) fez uma operação surpresa de doping.

Assim como a pena só pode valer a partir da data da coleta, a suspensão será até abril de 2025. Entretanto, caso a pena seja mantida, o atacante ficará fora dos campos por um ano.

O jogador se pronunciou sobre o ocorrido e disse que vai recorrer e ainda mostrou confiança de que será inocentado “pela instância superior”.

O Flamengo confia nas palavras do atleta e afirmou que auxiliará Gabigol na apresentação do recurso. Por ora, o atleta está impedido de treinar no rubro-negro e até mesmo utilizar as instalações do clube enquanto o caso não for concluído.

Ele tem contrato com o Mengão até dezembro de 2024.

Guilherme de Carvalho Doval, presidente do Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Mineira de Futebol (TJD/FMF) e sócio do escritório Almeida Advogados.

Explicou que não cabe mais recurso a Gabigol na Justiça em nível nacional e, portanto, os próximos passos não podem ser realizados no país.

Doval ainda falou que a alternativa que o jogador tem é entrar com um recurso junto à Corte Arbitral do Esporte (CAS), que fica na Suíça.

Entretanto, o atacante do Flamengo corre riscos, já que a apelação tem efeito devolutivo total. Ele pode ter a pena retirada como também ser condenado à punição máxima e ficar com quatro anos de suspensão.

Caso o jogador tenha a sentença mantida ou alguma outra penalização após análise da CAS, ele tem outra opção, sendo recorrer à justiça comum da Suíça.

Entretanto, segundo Doval, essa alternativa é muito restrita e ocorreria em casos de problemas formais no processo, e não no mérito da acusação em si.

O camisa 10 do Flamengo, que permanece suspenso, poderá retornar aos campos caso peça uma liminar à CAS que o permita jogar enquanto o recurso não for julgado.

O caso ocorreu em abril de 2023, no CT do Flamengo, localizado no Rio de Janeiro, quando os agentes de coleta de exames antidoping denunciaram o jogador por atrapalhar a realização dos procedimentos solicitados.

A acusação só foi oficializada em dezembro de 2023.

Mesmo Gabigol tento realizado o teste, os agentes relataram que houve demora para seguir as instruções durante os exames.

O atacante foi condenado por violar o artigo 122 do Código Brasileiro de Antidoping, que versa sobre fraudes ou tentativas de fraude em procedimentos de controle de doping.

“Essa tipificação em que ele foi julgado e condenado determina uma pena de quatro anos, que pode ser reduzida em caso de atenuantes.

No caso dele, me parece que os atenuantes são o fato de que os exames realizados depois não constataram a presença de qualquer substância proibida”, explicou Doval.

ao vivo click aqui