Estudante brasileiro entra para o Guinness como recordista mundial de memorização

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Um estudante mineiro, de 17 anos, se tornou o recordista mundial de memorização. Maike Anthony Silva, que mora em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, entrou para o livro dos recordes, o Guinness World Records, após recitar as 10.122 casas decimais do número de Euler, uma constante matemática com infinitas aplicações, em 2h20.

Para alcançar o feito, Maike desenvolveu uma técnica que coloca os números em imagens. “Eu separo os dígitos de dois em dois e cada par é convertido em uma imagem. Como nós temos uma memória visual e espacial muito boa, associá-los à figuras ajuda na memorização. Assim, conseguimos lembrar com facilidade”, explicou.

O estudante do 3º ano de eletrotécnica do CEFET-MG (Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais) se apaixonou pelos números ainda no ensino Fundamental. Segundo ele, o objetivo era conquistar uma medalha de ouro da Olimpíada Brasileira de Matemática.

“A partir daí, comecei a memorizar outras coisas, como os 3.141 dígitos do PI, todos os países do mundo e a tabela periódica”, disse.

Agora, o aluno pretende escolher a matemática com profissão e cursar universidade em outro país. “Meu próximo objetivo é passar em alguma faculdade dos EUA”, finalizou. 

Acompanhe no Facebook: Click na IMAGEM

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*