DEU NO TWITTER

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem

Acompanhe Ao vivo Baixe o Aplicativo click na Imagem
deu-no-twitter

LEANDRO RUSCHEL: O curioso caso do presidente que elege todos os seus candidatos, mas não confirma o mesmo número de votos para ele mesmo…
RODRIGO CONSTANTINO: Temos uma conclusão clara nessas eleições: a parte do país que mais recebe assistencialismo decide sobre a parte do país que mais produz para o PIB.

WALCIR CARRASCO: Nunca teve terceira via. Tinha só gente com vergonha de dizer que apoia Bolsonaro.
RENATO SOUZA: Estou vendo uma chuva de comentários preconceituosos contra nordestinos nas redes após a eleição. O povo nordestino é quem levanta o país, move a economia, preserva praias e seus rios. Tenho orgulho de ser de família nordestina radicada em Brasília. Meu total repúdio a xenofobia.
CARMELO NETO: Fui eleito o deputado estadual mais votado. Muito obrigado, meu Ceará!!! Gratidão por tudo. Agora vamos reeleger o nosso presidente @jairbolsonaro .
PAULO FIGUEIREDO FILHO: Não sou de pedir essas coisas, mas será que você poderiam me ajudar a levantar a hashtag #CPIDasPesquisas hoje? Isso não pode ficar assim.
JOÃO BOSCO RABELLO: SURPRESAS – Zé Trovão se elegeu deputado federal por Santa Catarina, com tornozeleira e tudo. Ricardo Salles, ex-ministro do Meio Ambiente de Bolsonaro, teve 400 mil votos a mais que Marina Silva, também eleita, que ocupou a Pasta no governo Lula.
GUILHERME FIUZA: Como previsto, o anabolizante era muito bom. Agora é saber se o Brasil vai exigir o antidoping ou vai ficar chupando o dedo como os EUA.
GILSON MACHADO: Minha Primeira eleição. Mais de 1 milhão e trezentos mil pernambucanos com esse sentimento. Nossa luta pelo Brasil e por Pernambuco continua. Sai com mais votos até que a candidata Marília teve no 1 turno. Não vamos desmobilizar.
ESTADÃO: Bolsonaro antecipa repasse do Auxílio Brasil antes do 2º turno. Antes, os repasses de outubro começariam no dia 18 e terminariam no dia 31, conforme o NIS do beneficiários.
DANIEL A. DOURADO: Seguinte: com essa bancada no Senado que acaba de ser eleita, se por acaso Lula não vencer, Bolsonaro passar a ter o número necessário para fazer impeachment de ministros do STF. Para dar uma noção do que está em jogo.

Acompanhe Nossa Pagina no Facebook

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*